[Resenha] - Traições - Lili St. Crow

Chega de bancar a boazinha!


O Mundo Real é um lugar apavorante. Pergunte a Dru Anderson, dezesseis anos, órfã, garota durona que encarou sua cota de vilões. Armada e perigosa, ela não vais se entregar sem lutar. Assim, vai levar um tempo até que ela descubra em quem pode confiar...


Pobre Dru. Seus pais se foram. Seu melhor e (está bem!) único amigo Graves foi mordido por um lobisomem. E ela acabou de saber que o sangue correndo em suas veias não é totalmente humano. Agora seu estranho e belo salvador, Christophe, a escondeu em uma Schola secreta para djamphir e lobisomens adolescentes. O problema é que ela é a única garota por ali. E sabe quais são as más notícias? O instinto assassino de Dru diz que um de seus colegas de escola quer vê-la morta.

Com todos os olhares sobre ela, descobrir um traidor dentro da Ordem significaria muito mais do que suicídio social...


[Resenha] Quando terminei de ler esse livro, me senti uma perfeita idiota por ter me atrapalhado tanto. Já estava fazendo planos de ler o livro novamente, com mais calma, por achar que não me empenhei o bastante em prestar a devida atenção.
Depois de vasculhar a internet, fiquei aliviada em descobrir que não era a única. Essas gírias nojentas me deixaram mais perdida ainda, sem contar com a Dru tirando o medo das costelas ou do fundo da garganta. E as oleosidades? Ninguém merece...
Das duas, uma... ou a escritora escorregou legal nessa história, perdendo o fio da meada, ou estamos com sérios problemas com nossos tradutores.
Pelo que eu pude perceber a história é boa, mas foi mal explorada. As descrições da ação, movimento, pensamentos, deixa muito a desejar.
Sinceramente, esse livro é tão cheio de "erros" que fica difícil definir o que sinto a respeito. 
A verdade é que as partes mais interessantes são as protagonizadas pelo Christophe, todo cheio de segredos. Já o Graves deu uma abandonada na Dru e ficou andando com a alcatéia. A Dru com manias de encontrar o medo em determinadas partes do corpo. 
Como já li Strange Angels e Traições, vou ficar aguardando o próximo livro e torcer para que não seja outra decepção.



Um comentário:

  1. Eu sei que todo mundo tem um gosto. Strange Angels foi fácil, apesar daquelas gírias doentes, mas Traições não deu para engolir. Esse livro fez com que me sentisse uma verdadeira idiota. Não consegui acompanhar o raciocínio da autora.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário. Ele é muito bem-vindo. E, vai me fazer muito feliz. =)