Lançamentos - Editora Draco - #01#


“Dieselpunk – arquivos confidenciais de uma bela época”, org. por Gerson Lodi-Ribeiro


Dieselpunk é o sucessor cronológico do steampunk, gênero literário que chegou à moda e às artes plásticas, conquistou o mundo e foi o nosso tema em Vaporpunk – relatos steampunk publicados sob as ordens de Suas Majestades. Agora, com uma estética inspirada no começo do século XX, a Belle Époque surge sem a interferência da Grande Depressão e a Guerra Fria atinge níveis inimagináveis. Nove autores remexeram os mais secretos arquivos para a primeira antologia do tema em língua portuguesa, Dieselpunk – arquivos confidenciais de uma bela época.
O combustível dessa vez é o diesel, capaz de levar aos céus máquinas mais pesadas que o ar e movimentar indústrias criadas sob a euforia progressista da vida nas metrópoles. Impérios lutam contra governos populares, e a individualidade e o mérito próprio perdem cada vez mais espaço para a coletividade e o bem comum, mesmo quando os reais objetivos das nações não podem ser compreendidos.
Um retrato cinzento de um passado em que os motores do mundo são mais valorizados do que as pessoas que o habitam, e o Estado se nega a enxergar o cidadão como peça fundamental de sua existência. Mas há muito mais em Dieselpunk do que controle e poder. Há indivíduos que decidiram fazer a diferença contra esta nova ordem e há indivíduos que ajudaram a criá-la. Suas histórias são aqui relatadas pelos senhores: Carlos Orsi, Tibor Moricz, Octavio Aragão, Hugo Vera, Antonio Luiz M. C. Costa, Cirilo S. Lemos, Sid Castro e Jorge Candeias, organizadas pelo também autor Gerson Lodi‑Ribeiro.
Conheça o mundo movido a diesel que o levará a refletir sobre o nosso presente e as escolhas de homens e estados que fizeram nossa história. Esse é o mundo de Dieselpunk.
Organizado por Gerson Lodi-Ribeiro
Páginas: 384ISBN: 978-85-62942-23-5
Preço: R$ 57,90



“A Guardiã da Memória”, de Gerson Lodi-Ribeiro

Pode uma mulher se apaixonar por um centauro, criatura de uma estirpe tradicionalmente inimiga dos humanóides, especialmente os terrícolas? Uma surpreendente história de amor regada a sensualidade e aventura, A Guardiã da Memória, do veterano autor Gerson Lodi-Ribeiro, traz enfim a maturidade da ficção científica erótica brasileira.
Em Ahapooka, o Mundo-sem-Volta, descendentes de náufragos de inúmeras espécies inteligentes erigiram culturas mestiças e vigorosas ao longo dos milênios numa tentativa de recriar as glórias de suas civilizações ancestrais. A maioria das culturas alienígenas de Ahapooka discrimina os humanos pela crença da evolução das espécies de forma espontânea, sem auxílio de promotores alienígenas. Para tentar reverter essa situação, a operativa humana Clara — heroína da premiada noveleta “A Filha do Predador” — é enviada para uma missão secreta no Império. Quando os planos da Nação Humana não saem como o esperado, Clara é obrigada a fugir às pressas a bordo de um navio tripulado por alienígenas anfíbias em companhia de um centauro. Isolada com ele por meses a fio, a amizade que a humana nutre pelo alienígena se transforma em algo mais.
Sobre o autor
Gerson Lodi-Ribeiro
Publicou duas noveletas na versão brasileira da Asimov’s: a FC hard “Alienígenas Mitológicos” e a história alternativa “A Ética da Traição” que abriu as portas do subgênero no fantástico lusófono. Autor da noveleta de FC premiada “A Filha do Predador”, das coletâneas Outras Histórias…O Vampiro de Nova Holanda,Outros Brasis Taikodom: Crônicas, e dos romances Xochiquetzal: uma Princesa Asteca entre os Incas(história alternativa). Participou das coletâneas Imaginários v. 1 e Space Opera, e editou Phantastica BrasilianaComo Era Gostosa a Minha Alienígena! Vaporpunk.
A Guardiã da Memória
Gerson Lodi-Ribeiro
ISBN: 978-85-62942-14-3
Páginas: 304
Preço de capa: R$ 49,90


“O Peregrino”, de Tibor Moricz

capa_peregrino
O romance O Peregrino – Em busca das crianças perdidasde Tibor Moricz, fala de duelos heroicos, amizade e coragem. Fala também de cobiça, ódio e perseguição. Narra a jornada de um homem em busca de crianças perdidas, de pistas para esclarecer seu passado misterioso e de suas próprias e assustadoras verdades.
Para lá do Posto de trocas do Finnegan, para lá da Garganta do enlouquecido (muito cuidado aos que forem atravessá-la), existem três cidades. Em duas, Downtown e Middletown, os cidadãos vivem massacrados pelo jugo totalitário imposto por Uptown, a terceira delas.
De Uptown vêm abutres terríveis, delegados simbiontes mortíferos e fantásticos mecanismos cujas funções extrapolam a mais fértil imaginação.
Só uma coisa une todas as cidades: a crença na vinda de um homem, na vinda de um salvador. A crença na vinda do Peregrino.
Ambientado no meio oeste norte americano nos idos de 1870, este romance promete tudo, menos tédio. Com ritmo narrativo intenso e final surpreendente, O Peregrino tem tudo para ser um dos principais lançamentos do ano dentro da literatura de gênero nacional.
Sobre o autor
Tibor Moricz
filho de húngaros, é um paulistano nascido em 1959. Publicitário e escritor, publicou Síndrome de Cérbero(2007) e Fome (2008). É um dos organizadores dos dois primeiros volumes da coleção Imaginários e capitão do bem sucedido blog internacional de entrevistas ficcionais From Bar to Bar. Premiado em concursos literários, tem contos publicados em revistas virtuais e em papel.
O Peregrino – em busca das crianças perdidas
Tibor Moricz
Páginas: 196
ISBN: 978-85-62942-16-7
Preço: R$ 35,90