Lançamentos - Editora Rocco - #16#

Livro: CLARICE NA CABECEIRA – Romances
Autor: Clarice Lispector 
ISBN:978-85-325-2710-3
Páginas:272
Formato : 14x21
Preço : R$ 35,00
Mais informações no site oficial da autora:www.claricelispector.com.br


 

Clarice Lispector escreveu nove romances. Clarice na Cabeceira – Romances reúne não apenas fragmentos dessas obras, mas histórias que revelam a busca, como a autora mesma dizia, pelo que está “atrás de detrás do pensamento”. Antes de cada texto, o organizador da coletânea, o jornalista, escritor e crítico literário José Castello, faz uma síntese do romance em questão e do momento vivido por Clarice ao escrevê-lo. Seguindo a linha dos sucessos Clarice na cabeceira – Contos e Clarice na cabeceira – Crônicas, em que diferentes personalidades apresentam seus textos favoritos da autora, a nova seleção traz o olhar ao mesmo tempo especializado e sensível do jornalista, e funciona como porta de entrada para a obra de Clarice, assim como uma oportunidade de tê-la sempre à mão.
Considerada pela crítica brasileira e estrangeira como uma das maiores escritoras do século XX, Clarice Lispector criou histórias densas, protagonizadas por personagens que são ao mesmo tempo fortes, mas repletos de fragilidades.
Com Perto do coração selvagem, sua estreia na literatura, a escritora deu vida a Joana, narrando uma história em dois planos: a personagem na infância, convivendo com o pai, e no início da vida adulta, prestes a se casar. Como aponta José Castello, o relato da vida da protagonista é um amontoado de incongruências, sentimentos disformes e vazios. Nada mais adequado à alma feroz de Joana, que não se adapta às boas regras da vida civilizada.
lustre foi iniciado em Belém do Pará, para onde Clarice se mudou ao se casar com o diplomata Maury Gurgel Valente, mas concluído apenas em 1945, ao passar pelo Rio, pouco antes de partirem para a Itália. Desta vez, a protagonista chama-se Virgínia. Ela recorda-se dos dias passados na granja da família, acompanhada pelo irmão Daniel. É nesse cenário que aparece o lustre, uma metáfora, como explica Castello, de um vazio que a protagonista procura preencher com sua existência diária.
Terceiro livro de Clarice, A cidade sitiada, foi escrito na Suíça e “alguma coisa da atmosfera gelada impregnou-se em sua escrita”, avalia Castello. A história é protagonizada por Lucrécia Neves, uma mulher para quem as coisas sempre dão errado. Já A maçã no escuro, primeiro romance protagonizado por um homem, foi escrito depois de um longo intervalo e apresenta um tom secreto e introspectivo. O livro conta a história de Martim, que após matar a mulher e ser preso tem planos de escrever um livro.
Em sua apresentação, Castello questiona se este livro de Martim não seria A paixão segundo G.H., o romance seguinte de Clarice. G.H. é uma mulher burguesa, que ao fazer uma faxina no quarto de serviço espreme uma barata contra a porta. Esse é o ponto de partida da perturbadora viagem psicológica protagonizada por G.H.
Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres é considerado um hino ao amor. Quanto mais se empenha em conhecer Ulisses, menos Lóri o conhece. “É na separação brusca e fatal, e não na união consoladora e perfeita, que o amor surge, Lóri descobre, depois de grande sofrimento”, descreve Castello. Água viva seria o próximo livro, escrito sem pretensões. Clarice tomou notas dispersas durante longo tempo e colocou-as em uma caixa. Um dia, como descreve Castello, ocorreu à autora buscar algum elo entre aqueles escritos e descobriu que ali havia um romance. Assim, criou uma história que podia ser lida de várias maneiras, em várias direções.
Publicado em 1977, ano da morte de Clarice, A hora da estrela, que conta a trágica história da nordestina Macabéa, “é uma magistral reflexão a respeito não só da complexidade do real, mas de nossa incapacidade de fisgá-lo”, salienta Castello.
Completando a trajetória literária de Clarice Lispector surge Um sopro de vida, escrito enquanto ela preparava A hora da estrela. O livro, acerca da relação tensa entre o autor e uma personagem, porém, ficou inacabado, e foi publicado postumamente.


Livro: OS SONÂMBULOS
Autor: Paul Grossman 
Tradução:Geni Hirata
ISBN:978-85-325-2684-7
Páginas:320
Formato : 14x21
Preço : R$ 48,00 



 

As pernas de Marlene Dietrich eram como varinhas de condão, instrumentos finos e hipnóticos que fascinavam milhões, inclusive o detetive Willi que se esforçava por imaginar tais encantos por baixo do terno masculinizado que ela usava na inauguração da mansão de Fritz, um velho companheiro de guerra do inspetor. A mansão, no elegante subúrbio de Grunewald, exalava bom gosto e ostentação, repleta de quadros de Klee e Modigliani. Mas no final de 1932 a ascensão do nazismo era inevitável, e mesmo naquela festa badalada notícias sinistras chegavam a qualquer momento.
Apesar de judeu, Willi era admirado em toda Alemanha por capturar criminosos. Naquela noite de comemoração, um telefonema o convoca novamente ao trabalho: o corpo de uma moça, provavelmente norte-americana, aparecera boiando em um rio, na Velha Spandau, um vilarejo digno de cartão-postal na saída da capital. Baseado em fatos reais, Os sonâmbulos é um romance denso e envolvente que conduz o leitor ao submundo de uma Berlim sombria e cada vez mais contaminada pelo medo.
Quando a perícia descobre que as pernas da moça jogada no rio foram mutiladas – a fíbula, o osso que vai do joelho ao tornozelo, foi cirurgicamente removida e recolocada na direção oposta, possivelmente por um hábil cirurgião que realizava experiências com corpos humanos –, Willi percebe que não está diante de um crime comum. No entanto, um imprevisto quase o tira das investigações, quando o poderoso general Paul von Hindenburg o convoca para localizar a princesa Magdalena Eugenia, filha de Konstantin Kaparov, rei da Bulgária.
Apesar de contrariado, Willi cumpre as ordens. E sem querer, acaba retornando ao seu alvo. Noites antes de desaparecer, Magdalena fora hipnotizada em uma boate conhecida como Klub Inferno. E foi vista pela ultima vez saindo do hotel com um ar autômato, lembrando o comportamento de um sonâmbulo.
Intrigados, Willi e Gunther, seu magrelo e sagaz assistente, resolvem conhecer de perto a boate. Composto por um ambiente permeado por caldeirões ferventes de gelo seco que mantinham o local imerso em uma névoa de erotismo permanente, valorizado ainda mais pelas garçonetes com seios à mostra e murais surrealistas sobre o inferno de Dante, o local conta também com a atuação do hipnotizador Gustave, um mágico, fascinado por belas pernas femininas. E esta é apenas a primeira etapa da jornada investigativa do detetive e seu parceiro. A busca por pistas sobre o sumiço de Magdalena revelará detalhes sobre os bastidores da ascensão nazista até então inimagináveis.
Com grande habilidade narrativa, Paul Grossman conduz o leitor pelo lado negro da Berlim pré-nazista, com uma prosa que lembra os filmes expressionistas anteriores à eclosão da Segunda Guerra Mundial. Os detalhes das maquinações políticas que levaram à tomada de poder pelos nazistas são verdadeiros. Os locais, na sua maioria são verídicos. As experiências médicas em seres humanos como os transplantes ósseos, as esterilizações e dissecações em pessoas vivas também aconteceram. Tais fatos, aliados a uma trama muito bem articulada, fazem de Os sonâmbulos um romance perturbador e que instiga o leitor a questionamentos que ainda fazem todo o sentido.


Livro: DESTRUIDORAS
Autor: Sara Shepard 
Tradução:Fal Azevedo
ISBN:978-85-7980-094-8
Páginas:344
Formato : 13,7x20,7
Série : Pretty Little Liars
Preço : R$ 32,50 



 

Quando Spencer Hastings, Emily Fields, Hanna Marin e Aria Montgomery achavam que finalmente teriam um descanso de “A”, a misteriosa figura que mandava e-mails e torpedos ameaçando revelar os segredos das ex-melhores amigas, as quatro se veem envolvidas de novo nas tramoias da pessoa que sabe de todos os seus passos. Mas, desta vez, “A” parece ter um propósito especial: ajudar as adolescentes a descobrir a verdade sobre o assassinato de Alison DiLaurentis, a quinta integrante do grupo de alunas populares que elas formavam na sétima série. Apesar de Ian Thomas, o ex-namorado de Melissa, irmã de Spencer, ter sido apontado como o autor do crime, as meninas juram ter visto o rapaz morto depois de uma festa e, desacreditadas pela polícia, acabam sendo tachadas de mentirosas pela mídia e pela sociedade de Rosewood em Destruidoras, o mais novo volume da série de sucesso Pretty Little Liars.
Ansiosas para descobrir o que realmente aconteceu com Alison, as garotas são ainda obrigadas a lidar com uma série de confusões em suas vidas pessoais. Emily está cada vez mais envolvida com Isaac, o jovem que conheceu na igreja, e o romance pega fogo de vez. Mas a mãe do menino, uma ultraconservadora religiosa, mostra que pode ser tão perigosa para a nadadora quanto as ameaças de “A”; Aria é assediada por Xavier, o novo namorado de sua mãe, Ella, e se muda para a casa do pai, Byron, e da namorada dele, Meredith, que estão esperando o primeiro filho juntos. Confusa com os novos arranjos familiares, ela acaba se envolvendo com Jason DiLaurentis, o irmão mais velho de Ali, por quem teve uma queda anos atrás. Mas ele tem seus próprios segredos, e nem os avisos de Emily sobre o temperamento explosivo de Jason convencem Aria de que ela pode estar em perigo.
Spencer, por sua vez, continua acreditando que foi adotada desde que sua avó morreu e deixou para todos os netos – exceto ela – uma significativa quantia em dinheiro. Somando esse fato ao aparente descaso dos pais e a explícita preferência deles por Melissa, ela resolve procurar sua mãe biológica, convencida que encontrá-la será a solução para todos os seus problemas. Mas conhecer Olivia Caldwell pode abalar sua vida de uma forma que Spencer nunca sonhou; enquanto isso, Hanna se envolve em um triângulo amoroso com Mike, o irmão caçula de Aria, e Kate, a filha da futura mulher de seu pai. Disposta a tudo para vencer a rival e não deixar que sua quase meia-irmã se torne a garota mais popular de Rosewood Day, Hanna ignora evidências que indicam que a morte de Alison pode não ter nada a ver com Ian Thomas, e sim com outros dois rapazes que estão mais perto do que as quatro adolescentes pensam.
Mas não importa o que Aria, Hanna, Emily e Spencer jamais imaginaram sobre “A” e o mistério envolvendo a cruel morte de Alison DiLaurentis... Tudo irá mudar definitivamente no final de Destruidoras, quando as quatro amigas terão a maior surpresa de suas vidas, no desfecho mais emocionante de todos os livros da série publicada pela Rocco no Brasil.
As histórias de Sara Shepard para a série Pretty Little Liars mantiveram-se por mais de 25 semanas na lista dos livros mais vendidos do The New York Times. A trama foi adaptada para a TV americana em 2010 e estreou no Brasil em 2011, no canal a cabo Boomerang.


Livro: JOÃO MAIOR QUE UM CAVALO E MARIA MENOR QUE UM BURRO
Autor: Pedro Calloni, Ilse Rodrigues Garro e Antonio Calloni 
ISBN:978-85-62500-27-5
Páginas:40
Formato : 24,5x24,5
Preço : R$ 39,50 




 

Ambientada em uma manhã primaveril, a narrativa se inicia com o nascimento de dois futuros apaixonados que nasceram tão perto e, ao mesmo tempo, tão longe, oriundos de famílias distintas: João Maior Do Que Um Cavalo – da Família Maior Do Que Um Cavalo – e Maria Menor Do Que Um Burro – da Família Menor Do Que Um Burro. Assim como sugere o nome dos personagens, João era tão grande – e Maria tão pequena – que ela lhe cabia na palma da mão!
Ao ver Maria pela primeira vez, João ficou encantado com tamanha beleza. Naquele exato momento, os dois se apaixonaram e descobriram o que era o amor do tamanho do mundo. A partir daí, tudo mudou na vida deste inusitado e simpático casal. De forma terna e carinhosa, o livro de Antonio e Pedro Calloni e Ilse Rodrigues Garro narra a odisseia do apaixonado João – montado em seu cavalo que é menor do que ele – em seus momentos ora felizes, ora apreensivos, para comprar um presente especial, que demonstre todo o seu amor, para pedir sua noiva Maria em casamento.
A história é repleta de personagens com sobrenomes igualmente curiosos como, por exemplo, Henrique Do Tamanho De Um Ganso e Ferdinando Muito Maior Do Que Uma Simples Formiga. Com as ilustrações românticas de Rosana Urbes, a obra reforça valores como a solidariedade, a generosidade e a amizade, e mostra que a felicidade pode ser encontrada nas coisas mais simples da vida.
Um livro divertido e encantador para maiores e menores, sem restrição de idade!