[Resenha] Cidade de Vidro - Cassandra Clare


Para salvar a vida de sua mãe, Clary deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores  de Sombras - podemos pular a regra que diz que entrar em Alicante sem premissão é contra a lei e ir contra a lei pode significar a morte? E, também que chegar até lá, criando um portal sozinha, só mostra o quanto os poderes de Clary são sofisticados e como isso é perigoso? Para complicar ainda mais, quando chega a cidade, ela logo descobre que Jace não a quer por perto (o que não se aplica a outras meninas...) e Simon, que nem queria estar ali, está sendo investigado por ser um vampiro que pode suportar a luz do sol.
Nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastar Clary de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe. Para localizar o bruxo, Clary contará com um misterioso aliado, Sebastian, um Caçador de Sombras (quase) irresistível. À medida que se aproxima de respostas, Clary Conhece mais sobre seu passado - consequentemente sobre o passado de seu irmão...
A Clave está reunida. Todos sabem que Valentim, fortalecido como nunca, está convocando um exército para exterminar os Caçadores de Sombras e conseguir os Instrumentos Mortais. Aparentemente, a única chance de sobrevivência é unir forças: Caçadores e integrantes do submundo. É possível esquecer as diferenças e o preconceito de séculos para lutar lado a lado? E Clary, dividida pelo que sente por Jace, conseguirá se armar de seus novos poderess para salvar a Cidade de Vidro - custe o que custar? Jace já se dicidiu: vai arriscar tudo por ela.

Cidade de vidro, é o terceiro livro da série Instrumentos Mortais. Sou completamente viciada por esta série, e depois de ter lido este livro, tudo o que posso dizer, que é o meu livro favorito até o momento. Clary vai atrás da solução que pode salvar sua mãe, mas há muito mais coisas acontecendo. Valentim se encontra lá fora e desta vez ele está visando os Caçadores das Sombras. Ele está recrutando uma horda de demônios. Mas como lutar contra um exército de demônios? Somos introduzidos a uma abundância de novos personagens, assim como os personagens dos livros anteriores, e eu amei cada um deles, não importa o quão mal eles possam parecer, amo-os por suas características. Pode parecer estranho, mas eu simplesmente não consigo apontar um personagem e afirmar que dele eu não gosto. É impossível. Cassandra Clare é uma escritora incrível, adoro cada detalhe da construção de seus mundos e personagens. Realmente gostei de como tudo terminou neste livro, os detalhes da história de cada personagem e dos detalhes de cada personagem e do passado foi tão criativamente desenvolvida que pode-se ver como a escritora fez ao criar um mundo só dela. A torção final do destino de Valentim, definitivamente não esperava essa conclusão. Cassandra Clare continuou a dica em algumas coisas mais e revelou outras. O que manteve engajada e fervorosamente presa a leitura até o fim. Cada personagem tem seu brilho próprio. Gostei muito dos momentos espirituosos vivenciados por Alec e Magnus. Honestamente nunca dei muita importância ao Simon, jamais poderia imaginar que ele teria um desenvolvimento tamanho e que seria fundamental para toda a história. O confronto final com Valentim foi épico. O que ele fez, como ele chegou até onde está agora é suficiente para qualquer um querer ler este livro. Você começa a ver o quão longe ele chegou, ou como ele está disposto a ir à luta por tudo o que acredita, independente de como os outros possam vê-lo. Depois de revelar seu segredo mais bem guardado, você vai se ver voando através das páginas para ver como tudo termina. Sem contar as cenas sensuais e íntimas entre Jace e Clary e gostei da conclusão da história dos dois, mas se para a melhor ou pior só saberemos no próximo livro, City of Fallen Angels. Estou ansiosa para lê-lo e mergulhar novamente no mundo de Cassandra Clare. Definitivamente esta séria vale a pena ser lida!