[Resenha] Sereia - Tricia Rayburn

Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo - do escuro, de altura, do mar -, mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar  num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte.
Os pais de Vanessa tentam superar a tragédia retornando à vida cotidiana em Boston, mas ela sente que a morte da irmã não foi acidental. Depois de descobrir que Justine estava escondendo diversos segredos, Vanessa volta para Winter Harbor, esperando que Caleb, o namorado de sua irmã, possa esclarecer algumas coisas, mas o garoto está desaparecido.
Logo, não é apenas Vanessa que está com medo. Winter Harbor inteira fica em alvoroço quando outro corpo aparece na praia, e o pânico se instala à medida que a pequena cidade se torna palco de uma série de acidentes fatais relacionados com a água, em que as vítimas são encontradas sorrindo horrivelmente de orelha a orelha.
Vanessa e Simon, irmão mais velho de Caleb, unem forças para investigar os estranhos acontecimentos e, no caminho, a amizade de infância se transforma em algo mais. Conforme eles vão encontrando ligações entre a morte de Justine e a súbita erupção de afogamentos assustadores na cidade, Vanessa descobre um segredo que ameaça seu romance com Simon - e que vai mudar sua vida para sempre.

Faz pouco tempo que me chegou ao conhecimento a existência  do livro Sereia, depois de me deparar com uma resenha mais que favorável. Então decidi que deveria ler, e a poucas semanas o comprei em uma promoção no Submarino. O livro é realmente muito bom e estou surpresa com o quanto gostei - é bem escrito, envolvente, e algo novo para mim - Não me recordo de já ter lido algo referente a sereias antes, fora é claro, A Pequena Sereia. Mas, agora quero ler mais. Elas são criaturas fascinantes, mesmo se elas têm a tendência a matar a população masculina! Tricia Rayburn sabe como escrever Jovem Adulto. Não há gírias ou linguagem desnecessária. A forma de escrever é perfeita para atingir o público alvo, como também os demais leitores. Em certas partes Sereia fica sinistro, e não é uma leitura leve. Pessoas morrem nessa história, e não existe nada de mágico que possa trazê-las de volta a vida. Como o número de homens na cidade vai diminuindo, Vanessa, Caleb e Simon se colocam em perigo para proteger Winter Harbor e as pessoas que ali vivem. Resolver a morte prematura de Justine é a vanguarda da trama, e eu gosto de como se desenrola tudo e vai se conectando com o progresso do livro. Sereia se encaixa muito bem no gênero paranormal, mas é diferente o suficiente para se destacar. Se, assim como eu, você tem inclinação para o obscuro, paranormal, vai gostar muito desse livro. Estou ansiosa para ler a continuação!!! (5/5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário. Ele é muito bem-vindo. E, vai me fazer muito feliz. =)