Ser Feliz!

Experimente perguntar a qualquer pessoa o que ela mais deseja para viver os seus dias. Aposto que mais de 90% vai responder que quer apenas ser feliz sem nem pensar duas vezes.Só que eu cheguei à conclusão de que ou eu sou um ET, ou eu não sei o que é ser feliz.
Para mim ser feliz não consiste em sair todas as noites, beber até começar a trocar as pernas, falar coisas que ninguém entende e ser carregada para casa. Para mim ser feliz não é encontrar pessoas que me olham da cabeça aos pés, dizem o quanto estou linda e saem fazendo caretas cochichando com quem está do lado. Para mim, definitivamente, a felicidade não está em boates e bares cheios de gente, mas com cenas vazias e tristes. Não sou contra festas e comemorações, pelo contrário, amo dançar e lavo a alma na pista. Só não acho saudável tornar isso uma rotina, há momentos para tudo nessa vida.
Quando fico algum tempo sem sair à noite algumas pessoas comentam com os meus amigos: ‘Tadinha, mas o que ela faz para se divertir?’. Pois eu vou contar para vocês o que a extraterrestre aqui faz quando quer esquecer do mundo, e sim, ser feliz. Assim como há dias que tudo o que eu quero é uma companhia agradável para tomar um sorvete ou um capuccino, sair para jantar ou simplesmente passar horas conversando sobre o assunto que me vier à cabeça, há outros que preciso ficar quietinha no meu quarto vendo um bom filme ou lendo um livro qualquer e viajando em suas histórias.
Quando me sinto desanimada, deito na minha cama, desligo as luzes e ligo o som no máximo. Certo que em cinco minutos eu vou levantar e dançar de um lado para o outro com o meu gato. Ele sempre adivinha e fica por perto quando eu preciso de atenção especial. Também não há nada melhor do que ficar com crianças. Conversar, brincar e ainda ouvir de uma delas ‘como você é linda’. Existe elogio melhor do que este?
Há tantas coisas boas para se fazer. Uma caminhada ao ar livre, alguém especial para ligar, um elogio pelo trabalho bem feito, uma mensagem de saudade, um dia cheio de tratamentos de beleza, um sorriso de bom dia, uma tarde de fofoca com as amigas, um dia de sol com praia e água de coco, um dia de chuva com uma panela de brigadeiro, um beijo de despedida, um abraço de reencontro... Saber que mesmo com tanta maldade e inveja espalhados pelo mundo, eu tenho amigos verdadeiros.
Há infinitos motivos para encontrarmos a felicidade em todos os cantos, em cada lugar que estivermos. Basta que os nossos olhos saibam reconhecê-los. E mais: cada um sabe o que o faz feliz. Certamente as minhas razões para sorrir não são as mesmas suas, do fulano ou do cicrano. Portanto, não perca o seu tempo sentindo pena por eu ter perdido a última festa, o último lançamento ou grito da moda. Não se preocupe em me entender, você não vai, eu sou um ET, lembra? Mas relaxe, eu sei o que me faz feliz... E de mim, eu sei cuidar bem.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário. Ele é muito bem-vindo. E, vai me fazer muito feliz. =)