Me desculpem



         Amigos me desculpem pelo sumiço, mas após a última resenha meu notebook deu pau, queimou a placa e o conserto ficou o preço de dois rins. Francamente, pagar R$ 900,00 no conserto fica inviável, preferi comprar um novo. Então vendi minhas férias para poder comprar outro à vista. Não sei vocês, mas não gosto de comprar nada a prestação. Mas tive que ter paciência e aguardar e finalmente consegui comprar o notebook bom e em um preço razoável, Graças a Deus. Estou amando minha nova aquisição. Embora eu não tenha lido muito nesse período que estive off, fiquei desanimada com outras coisas que aconteceram, mas tudo está voltando ao normal e pretendo colocar a leitura em dia. Sinto informar que meu projeto de leituras durante o ano, furou. Mas para o ano de 2018 vai ser diferente. Nesse período afastada me apeguei a uma série de TV, que infelizmente já foi cancelada, THE MENTALIST, nem preciso dizer que virei fã de carteirinha, amo demais. Estou concluindo a sexta temporada e já estou com dor no coração, porque a sétima é a última temporada. 😭
      Volto para postar novidades e resenhas. Acredito que eu vá abrir espaço para resenhar séries e filmes também. Mas é algo que vou estudar com calma. 
        Obrigada por tudo.



[Resenha # 59] Um Mais Um - Jojo Moyes

     "Aquele momento em que meu coração se parte em um milhão de pedaços enquanto eu lia este livro e no fim cada pedaço se junta e então percebo que sempre há uma luz no fim do túnel quando se acha que é o fim do mundo.
Este livro foi um desafio.
     Foi o único livro da Jojo Moyes que li, apenas li várias resenhas que enalteciam a competência dessa autora, então resolvi colocar este livro em minha meta de leitura para 2017. A princípio não gostei muito, achei estranha a narrativa feita por vários personagens, mas depois acabei me acostumando.
     Passei boa parte da leitura rindo e outra me compadecendo. Em certos momentos me peguei lutando contra as lágrimas, sabendo que este já havia se tornado um de meus livros favoritos.
Uma vez terminada a leitura, senti pontadas no peito, com a ideia de nunca ter essa sensação absoluta de ler outro livro maravilhoso como este novamente".

Título: Um Mais Um
Título Original: The One Plus One
Autora: Jojo Moyes
Tradutora: Adalgisa Campos da Silva
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580576542
Ano de Edição: 2015
Ano Original de Lançamento: 2014
Número de Páginas: 320


     Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou.
     Fazendo faxinas de manhã e trabalhando em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?
     Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona para Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.
     Começa então uma viagem divertida, repleta e enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de um engraçado romance entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.


Resenha


   O livro conta a história de Jess e sua estranha família. Conta sobre uma árdua trabalhadora, determinada e divertida Jess. Temos também seu enteado, Nicky, naquela fase de se descobrir, como todo adolescente. Em seguida, temos Tanzie, um prodígio da matemática que adora números e seu enorme cão, Norman. E, finalmente, há Ed. Desenvolvedor de software, sem esperança com relacionamentos, prestes a ir para a prisão e rico. O que pode acontecer quando todos esses personagens se juntam? O inevitável. Emoções à flor da pele, situações hilariantes e o amor acontece.
     Eu realmente amei tanto esse livro, desde o personagens até os eventos e a prosa. Jess é incrível. A considero uma verdadeira heroína, simplesmente porque ela luta muito pelas pessoas que ama. Algo que me tocou profundamente foi o fato de Nicky sequer ser seu filho biológico, mas sim de seu ex marido, que Jess assumiu  como seu. Apesar de Tanzie, ela acolheu Nicky, quando ele precisou de uma casa e de uma mãe mais do que qualquer outra coisa. Vejo ela fazendo de um tudo para conseguir pagar suas dívidas e sustentar seus filhos. Ela coloca a felicidade dos filhos acima dela própria, admiro como ela desinteressadamente ela faz tudo, nunca desiste, ela dá o melhor de si. Foi tão caloroso de se ver e isso faz de Jess a personagem que mais se destacou para mim.
     Seus filhos são uma revolução própria. Eu amei NIcky, Tanzie e Norman. Nicky é hilário, sua força em como o bullying não fez ele mudar. Apesar de tudo o que enfrentou, continuou com o rímel e o delineador. Ele se recusa a ser outra pessoa, alguém que não é. Admirável. Tanzie, tão sábia para sua jovem idade, uma amante de números, pinguinho, como Nicky sempre a chama. O vínculo entre Tanzie e Nicky é adorável, o quanto o irmão a ama, como ele a protege, Os nomes que ele a chama. Nicky é uma figura.

"Ainda quer um Kebab?" Disse tanzie para Nicky.
"Você é um espírito maligno!" Disse ele e estremeceu.

     Ed não era um personagem destacado para mim, ele parecia apenas a cola que estava prestes a ligar tudo, mas ele cresceu conforme a história foi se desenrolando, e a maneira como ele assumiu essa família selvagem, foi realmente cativante. Sem querer, encontrou-se concordando em levá-los todos em seu carro até a Escócia para a Olimpíada de Matemática. Ele nem mesmo percebeu isso, mas de repente, naquela curta viagem, ele se tornou um deles. Um do grupo louco. E eu o amei por isso.

"E quando se lançou na mesa e começou a discutir com os organizadores, o tipo de argumento que vem de alguém que sabe que não há nenhuma maneira no mundo que ele vai perder. O alívio que Nicky sentia era tão esmagador que ele teve que ir para fora, cair de encontro a parede e cair a cabeça até os joelhos, até que sua respiração não mais ameaçasse se transformar em um enorme soluço."

     Finalmente. Norman, Oh, Norman. O cão que ama comer e correr ao redor. Ele é o herói deste livro e a razão pela qual fui levada às lágrimas. Se você leu este livro, sabe portanto o spoiler que estou tentando não revelar, mas ele fez um entalhe no meu coração e tem uma personalidade única. Ele foi verdadeiramente trazido à vida nesta história.
     Você pode pensar que esses três ou quatro dias de viagem é um período mundo curto para qualquer coisa se desenvolver entre Jess e Ed, mas Jojo Moyes conseguiu encontrar o equilíbrio perfeito entre o romance  e a compreensão. No entanto, mesmo assim, o foco não era apenas sobre o romance, mas em vez disso a história assumiu toda uma vida própria. É sobre a família, sobre vínculos e relacionamentos, sobre a força do caráter e essa é uma das principais coisas que eu amei (entre outras coisas) sobre este livro.
     A escrita fluida, algumas vezes emotiva e muitas vezes hilariante, com pontos alternativos de visão entre Jess, Nicky, Tanzie e Ed no fim trabalhou brilhantemente para mim e amei a percepção que temos em cada personagem.
     
     Não posso dizer coisas boas o suficiente sobre este livro, exceto que estou em uma corrida louca para comprar todos o livros de Jojo Moyes.